63 CONAD inicia em Fortaleza, com a participação da APROFURG

Com um calor de 30 graus, a cidade de Fortaleza, no estado do Ceará iniciou mais um evento do ANDES/SN. O 63º CONAD começou nesta quinta-feira, dia 28 de junho e se estende até o primeiro dia do mês de julho, na Universidade Estadual do Ceará (UECE). O encontro tem como tema central “Por um projeto classista e democrático de educação pública: em defesa da gratuidade, autonomia e liberdade acadêmica”. Este é o sexto evento do ANDES-SN realizado na capital cearense. A cidade de Fortaleza já recebeu também o 24º Conad, em 1992 (sediado por Adufc e Adunifor), o 50º Conad, em 2005 (sediado pela Adunifor) e o 55º Conad, em 2010 (sediado pela Sinduece-SSind). Ainda foram realizados, em Fortaleza, dois congressos do Sindicato Nacional, ambos sediados pela ADUFC: o 2º Congresso, em 1986, e o 18º Congresso, em 1999.

A manhã do primeiro dia do 63º CONAD foi movimentada. Os delegados (as) e observadores (as) das mais diversas seções sindicais do ANDES/SN, inclusive da Associação dos Professores da Universidade Federal do Rio Grande (APROFURG) foram recepcionados com a apresentação cultural “Tambores de SAFO”, um grupo que pretende através da música e da arte contribuir para um pensamento crítico feminista.

Após diversas falas dos integrantes da diretoria do ANDES/SN - biênio 2016/2018, em uma mesa comandada pela professora Eblin Farage, ocorreram diversos lançamentos de publicações. No palco, duas revistas “Universidade e Sociedade” foram mostradas ao público presente. A primeira aborda os 50 anos do movimento de “Maio de 1968” e a outra revista traz uma edição especial sobre os 130 anos da Abolição da Escravidão no país. Uma cartilha também foi lançada durante o evento. O texto fala sobre a “Crise de Financiamento das Universidades Federais e da Ciência e Tecnologia Pública".

E os lançamentos não pararam por aí. Um novo portal do Andes/SN também foi mostrado para os observadores (as) e delegados (as) que se encontravam na Universidade Estadual do Ceará (UECE). O site foi totalmente reformulado e uma das principais inovações foi a adaptação do layout para smartphones e tablets. Além disso, a localização de documentos e textos ficou mais fácil e simplificada. A previsão para a reformulação do portal entrar no ar é de até três meses.

Antes de conceder a posse ao novo presidente do ANDES, Antônio Gonçalves Filho, a até então presidente Eblin Farage, destacou a importância de um processo eleitoral com duas chapas na diretoria do Sindicato, algo que não acontecia há muito tempo. Para a vice-presidente da APROFURG e delegada escolhida em assembleia para o 63º Conad, Marcia Umpierre, a disputa com oposição fortaleceu e engrandeceu o debate com a categoria. “A última eleição com apenas uma chapa mobilizou apenas 9 mil eleitores. Com a segunda chapa na disputa das eleições de maio, esse número subiu para 15 mil. Esses dados mostram por si só a mobilização da categoria na base”, explicou Marcia.

A vice-presidente da APROFURG ainda destacou que a linguagem era única e que os grupos eram classificados como minoritários. “Quando se consegue montar uma chapa de oposição e logo na primeira eleição se faz 42%, o debate muda de tom, fica mais qualificado e isso só engrandece a democracia e o próprio Andes Sindicato Nacional”, reiterou Márcia.

Já para o observador do Conad e membro da diretoria “Democracia em Movimento”, Eduardo Forneck, o movimento Renova Andes, que fez expressiva votação nas eleições de maio deste ano causou um forte impacto no Sindicato. “ A discussão de duas visões opostas qualifica o discurso, ainda mais em uma conjuntura política. Essa discussão tem que continuar sendo feita para fortalecer o debate. O contraditório é essencial para a democracia”, relatou Forneck.

Acompanhado de mais 82 membros, entre representantes das regionais e da diretoria nacional do Andes/SN, o professor do IFRS e representante da APROFURG, Gustavo Borba de Miranda, tomou posse como segundo tesoureiro da Regional Rio Grande do Sul. Para o professor, a representatividade da Associação dos Professores da Universidade Federal do Rio Grande, junto ao diretório nacional, só beneficia as ações entre os sindicatos.

“A busca da luta unificada entre as seções sindicais do Rio Grande do Sul, que são filiadas ao Andes é de extrema importância, ainda mais em um momento de grande perturbação e confrontos políticos. Por isso, das seis seções sindicais do Estado, a nova diretoria regional possui membros de cinco seções, o que mostra a pluralidade do nosso Sindicato”, explicou Miranda.

No período da tarde, seguiram as discussões sobre a aprovação do regimento do funcionamento do 63º Conad, através da plenária de instalação. Logo após a aprovação, aconteceu a Plenária do Tema I “Movimento Docente e Conjuntura: avaliação da atuação do ANDES-SN frente às ações estabelecidas no 37º Congresso”.

Para a sexta-feira, dia 29 de junho estão previstas as discussões em grupos mistos do Tema II “Avaliação e atualização do plano de lutas: educação, direitos e organização da(o)s trabalhadora(e)s e do Tema III “Avaliação e atualização de lutas: Setores”.

 

 

Assessoria de Imprensa APROFURG 

logo-facebookTwitter-High-Quality-PNG

Contato

Endereço: Av. Itália, km 08 - Bairro Carreiros, Rio Grande - RS, 96203-000

Telefone:(53) 3230-2522 / 3230-1939